domingo, 21 de maio de 2017

Diário de oração

Como um vento, como um terremoto, o Senhor vem...
Tão certo como a alvorada, tão belo como um sol, Ele vem.
E eu só quero estar acordada para ver Sua glória, sob a palma de Suas mãos.
Ele vem, de um jeito novo ou já conhecido, para me surpreender outra vez. E eu quero estar sempre a esperar, como a noiva pelo amado, sempre alerta e pronta para O encontrar.
E eu esperarei, e orarei mais uma vez. Eu não vou desistir nem me contentar... Por que há mais quando eu despertar!

Mayara Torroglosa Di Salvo
05/07/2016

Autoral III


Intimidade

Na porta do banheiro
Um "bom dia" e um minuto
Parado, olhando, sentindo o cheiro
Gravando o momento: 
Lápis no olho, perfume no pulso
Caixinho bem feito.
Sorrio ligeiro e pergunto
"Que foi?"
Responde "Não sei, só gosto de ver,
Olhar o contorno, amar o que sinto,
Que beijo, que ouço"

Café em silêncio, beijo na testa
Nó na garganta
Saiu pro trabalho
Mas no peito a vontade
De curtir a vida à dois.


Mayara Torroglosa Di Salvo
12/08/2010 - 10/11/2012 (fim)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Depois de algum tempo...

... Eu resolvi escrever. 
Não pensando em quem pudesse ler, mas pela prosa e poesia, pela estranha sinfonia das palavras singelamente fluindo.

É que com o tempo a gente perde o ritmo, perde a métrica, perde a rima. Perde tudo, menos a beleza... A beleza continua aqui, procurando uma brecha pra fugir e se espalhar.
E o que mais a gente precisa além disso?
Na vida a gente perde tudo. Perde os dias, perde a fé, perde o canto e o amor... A gente só não pode perder de vista a beleza que existe na dor. Porque é aquilo que é belo que faz a gente andar, não desistir, perseverar. 
E é só quando a beleza se espalha, como as cores em um dia de sol, que a gente retoma aquilo que se perdeu. A gente acha de novo a graça nos dias, na fé, no canto e no amor... A gente nasce de novo e inventa um ritmo, que rime com o velho riso que se escondeu e foi achado.


terça-feira, 16 de maio de 2017

Autoral II

Sim, senhor

Não se dá valor ao sol e calor
Se a pele branca ele nunca tocou
Pouco vale o riso contínuo
Se nunca houvesse o pranto

Hoje o meu tempo é luz
Onde já houve trevas
A sensatez reservo a momentos exatos
E na outra maioria me permito

Pois só me permitindo posso dar valor
Ao riso, ao pranto, à luz e ao dia
Caso contrário viverei à sombra
Do que poderia ter sido e não fui.





Mayara Torroglosa Di Salvo
26/09/2009 - 17 anos

Autoral

Cartas

Escritas com ternura, saudade e amor
Escritas à mão, com tinta e pena
Entregues em duros "tempos de helena"
Destinadas aos maridos e filhos em dor

Com selo, em mãos ou garrafa
Nada se compara ao prazer
De se receber uma carta e ler
O que outro pra ti desabafa

Refúgio da mente, diário pro mundo
Carinho pra poucos, mensagens ao fundo
Dúvidas, traumas, amor, pessoa

Quem escreve uma carta voa
Se entrega, desaba e remói
Se entende, alegra e reconstrói.


Mayara Torroglosa Di Salvo
11/10/2008 - 16 anos

domingo, 14 de maio de 2017

Lições sobre o amor

Deus nos ensina coisas das mais diversas formas, pelos mais distintos meios... Mesmo não tendo vivido profundos relacionamentos amorosos, ao longo dos anos, Deus tem me ensinado inúmeras lições para que eu reconheça o amor que Ele tem preparado pra mim.
Ele tem ajustado os meus óculos, tem me mostrado em que direção andar e olhar para que eu o possa ver e ele possa, enfim, me encontrar.
Eu não guardei comigo as minhas decepções, resolvi colecionar lições, e as quatro mais valiosas são essas:

1) Escolha alguém que ama você.
Não importa quantos motivos você der para aquele cara gostar de você, não importa quanto amor você plantar... Você não vai colher esse amor de volta.
Você precisa ser, antes, escolhida por ele.
Talvez, uma mulher possa reconsiderar seu interesse por um cara qualquer, se ela achar que ele merece uma segunda chance. O "não" de uma mulher nunca é definitivo, mas é improvável que um homem volte atrás quando decide que não se interessa por uma mulher. 

2) Escolha alguém que possa te liderar espiritualmente.
Poucas coisas seriam tão triste quanto você desejar buscar e servir a Deus, e não conseguir por falta de um parceiro que te acompanhe e lidere nisso... 
Nenhum sucesso terreno compensa o fracasso em cumprir nossa missão celestial na terra.

3) Escolha alguém por quem você se sinta atraída e apaixonada.
Talvez a atração aconteça logo, talvez ela seja uma crescente com o envolvimento: a ordem dos fatores não altera o produto. Se não vivermos essa paixão teremos para sempre o fantasma do "e se..." rondando nossas mentes e corações.
Paixão é um fator essencial! Não é eterno ou imutável, mas ele precisa estar ali, nem que seja para depois chegarmos à conclusão que isso não é o mais importante...

4) Escolha o tipo de relacionamento que você quer ter, e não o tipo de pessoa com quem você quer estar.
Tanto faz se a pessoa corresponde ao seu check list de um "par perfeito"... Aparência, profissão, ministério, vida social, estudos, família, etc., claro que são itens importantes a se avaliar, mas não é tudo. Às vezes, ele é uma pessoa ótima, mas que não tem nada a ver com você! Às vezes, você o admira porque não tem as características que ele tem, mas exatamente por não ter, fica difícil encontrar algo em comum - sobretudo quando a paixão passar.

Não há nada melhor do que amar e ser amada pelo seu melhor amigo