quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Viciada nesse refrão



Não por obras
Não por nada que eu mesmo possa conquistar, 
é por graça, mediante a fé em Ti, Jesus.

Não por obras, 
Não por algo que eu possa me vangloriar, 
é por graça, só por graça mediante a fé...

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Leituras diárias

Estou lendo um livro bastante legal para se refletir sobre a própria competência de estabelecer relacionamentos. Ele se chama "Gente inteligente sabe se relacionar", de Homero Reis. Ainda estou bem no início, mas segue alguns princípios interessantes citados no livro:


Como fazer a escolha certa, diante das situações que a vida nos coloca?
Não existe resposta certa para isso. Porém, há princípios que podem nos orientar nas decisões a serem tomadas e na reflexão sobre nós mesmos.

1° Você terá sempre infinitas possibilidades de escolha sobre qualquer coisa que tiver que decidir, porém, só conseguirá perceber aquelas que se encaixa no seu "programa mental", decorrente de influências, interesses imediatos, etc.
Se quiser novas possibilidades, terá que arriscar a escolher coisas diferentes, que muitas vezes não são confortáveis ou naturais para si.

2° Você sempre terá que fazer escolhas, nem sempre terá todas as informações de que precisa e nunca irá prever ou controlar todas as variáveis e consequências. Se, por algum motivo, a escolha que você fizer não for agradável, você tem que saber que ainda assim ela é sua responsabilidade, pois quando você escolhe algo, está aceitando as decorrentes consequências e pesares.

3° Certo e errado são categorias menos significativas do que ser capaz de sustentar suas escolhas. Seja sincero consigo mesmo e com os outros. Quando não nos preocupamos com a sustentação do que escolhemos, estamos fazendo propaganda enganosa de nós mesmos e dos nossos projetos.

4° Toda escolha vai gerar um pouco de frustração, pois a cada escolha podes enxergar novas possibilidades. Não se pode voltar atrás para refazer uma escolha, corrigir é fazer uma nova decisão, pois o tempo é outro, você é outro, a situação é outra.

Ninguém tem tudo o que quer, nem pode ter tudo. Fazer escolhas é tomar decisões dentro dos espaços de possibilidades. Ampliar nossa visão dessas possibilidades é aprender. Sustentar o que aprendemos é nos garantir integridade e dignidade na vida. Refazer escolhas e redefinir caminhos é o que nos possibilita viver na dimensão da esperança e do encantamento, e isso é o que torna a vida fantástica, o que não significa que ela é fácil.



Vale à pena ler.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Sobre o amor que eu procuro

“Ame um homem que ame a Cristo mais do que a você – e a você mais do que ele mesmo. Seja atraída por ternura, humildade, abnegação, coerência e sacrifício. Busque aquele homem que carrega a marca da cruz do nosso Senhor na vida dele. Ame aquele homem que não vive no temor das suas emoções, mas no temor do seu Senhor. Não se case com um garoto… não importa quantos anos ele tenha. Não se apaixone pelo primeiro jovem que se aproxima de você e te dá atenção. Ao invés disso, siga aquele homem que se aproxima e se assemelha a graça incondicional do seu Senhor Jesus. [...] Sei que piedade em um homem é difícil de achar. Mas ache-a. Senão, você vai passar sua vida criando o homem que você achava que tinha se casado. A igreja e essa cultura estão cheia de meninos disfarçados de homens. Deixe-os para lá. O homem que você está procurando não é um menino. Ele é um servo. Ele se preocupa com suas necessidades acima das dele. [...] Você deve ser capaz de reconhecer quando você o vir. Aquele homem que entregará a vida dele pela sua é o tipo de homem que você facilmente pode dar a sua vida por ele. O homem que se autossacrifica é fácil servir sacrificialmente.[...]”

Trecho da carta aberta do Pr. Byron para sua filha, retirada do site:




segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Oração pessoal

A verdadeira alegria eu encontro em Ti...
Eu sempre sonhei em Te escrever uma canção de amor, mas todas as palavras bonitas parecem já ter sido usadas. Então, eu apenas ofereço o meu coração sincero mais uma vez.
Como eu poderia deixá-Lo, se tudo o que eu anelo é Te ver uma vez mais. Eu quero provar de Ti, Te sentir como nunca antes, porque o Senhor é bom!
Eu vivo para Te sentir mais uma vez, e ainda outra e outra vez...
Eu poderia encontrar prazer em pessoas, vitórias e momentos diversos, mas só o Senhor é bom.
Como podes me amar tanto? Por que se importar com alguém tão pequeno e fraco como eu? Mas você sempre esteve ali a me atrair para Si, pra eu nunca me perder. Guia os meus passos e não deixa meus joelhos vacilarem.
Quando minha alma se agitou, o Senhor a acalmou e a alegrou uma vez mais. Por isso eu Te louvarei por todos os meus dias.

Escrita no Awake do dia 05/08/2016