quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Torrente de águas purificadoras

Eae, povo...

Já faz um tempo que eu estou para postar essa Palavra que, em uma de minhas orações, o Senhor me abençoou. A Palavra está em Ezequiel 47:1-12, e se chama "A torrente das águas purificadoras".
Logo no início da passagem fala que determinada pessoa estava observando uma casa, daonde vertia água e esta água ia se aprofundando até que desembocaria no mar.
Nestas águas, havia peixes em abundância e ao redor deste ribeiro havia árvores com muitos frutos.
Olha que fera é essa Palavra: Todo mundo sabe que só existe vida na Terra (cientificamente falando), porque existe água potável, em estado líquido, para bebermos. Nosso corpo é composto por uns... 70% (?) de água.
Necessitamos beber tantos litros de água por dia; água é bom pra isso, água é bom pra aquilo... Estamos cansados de escutar sobre a importância da água no nosso dia-a-dia.
Aí é que está o "manto" (coisa de Deus) da Palavra... Deus nos deu a vida. Além da simples provisão física, Ele também nos dá proteção, bençãos, sabedoria, e estas coisas são aquilo que, ao longo do ribeiro, o homem encontra... Peixes e árvores com frutos.
Entretanto, nenhum peixe vive fora d'água! Nenhuma árvore resiste a ausência total de água e muito menos dará frutos!
Deus é a água que nós precisamos. Temos que ter sede Dele... Seguir o rumo que Ele nos mostra, assim como todo ribeiro tem, evidentemente, um leito que percorre até desembocar no mar.
O leito é a vontade de Deus... Assim como na Palavra, temos que seguir até o fim (mesmo que não "dê mais pé" para as nossas vontades, de tão profudas que são as águas), para encontrarmos as bençãos no caminho. Temos que ir de encontro ao mar, que é o ponto mais distante de Deus e onde a água é impura, para sararmos as águas.
É aquilo que Jesus manda que nós façamos: "Ide e pregai o evangelho, camaradas!"
E, se liga no vers. 12 dessa passagem: E junto do ribeiro, à sua margem, de uma e de outra banda, subirá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer: não cairá a sua folha, nem perecerá o seu fruto: nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de alimento e a sua folha de remédio.
Durante o caminho, seremos supridos de todas as nossas necessidades. Tudo ao nosso redor também prosperará, pois estamos nos caminhos do Senhor e tudo que conosco está "bebe" da água que sai da morada do Senhor.
No tempo de Deus, haverá os frutos necessários e os que alegram o nosso coração. No tempo de Deus!
O santuário é onde Deus está... Ele realmente está em todo o lugar, mas tem lugar melhor para entrar em sintonia com Ele do que na igreja?
Se você está tentando buscar "frutos" fora do rio de Deus, volte.
Se você acha que precisa ir devagar... Vá até o santuário, aquela casa... a igreja. Lá, as águas começam pelos artelhos, depois nos joelhos, nos lombos... até que uma hora, você estará totalmente submerso nas vontades do Senhor. E aí, sim, você terá os melhores frutos... Aí você sarará águas impuras!
Se você já está submerso, mas ainda não viu os frutos... Espere o tempo de Deus. Eles virão, pois as águas que alimentam as árvores vêm de onde Deus está. Vem Dele!
E, finalmente, se você já experimentou do amor de Deus... Então, sare as águas. Pregue o evangelho. Testemunhe, aconselhe, acompanhe pessoas a voltar para a glória Dele.
Você nunca sabe a hora em que o ciclo da água fará com que você "suba" aos céus...
(entendeu o trocadilho? Ciclo da água... subir aos céus, hãaan?!?! huahauhuah)

Ósculos, galera!
;*